NorStone

Pinhões ao invés de correias - A planta de cascalho reduz custos usando motorredutores

Em muitos poços de cascalho, plantas de britagem de pedra e operações semelhantes, as correias transportadoras são acionadas por eixos e correias.

Foco no Cliente

Por muito tempo, esse também foi o caso na fábrica de cascalho da NorStone AS em TAU, localizada no sudoeste da Noruega. No entanto, recentemente a NorStone, uma subsidiária da alemã HeidelbergCement AG, decidiu utilizar motorredutores mais robustos. Essa opção prometia um baixo investimento e uma maior confiabilidade operacional, acompanhada de uma segurança maior no processo. Além disso, os operadores previram uma redução do consumo de energia graças a alta eficiência dos novos sistemas de acionamento.

A NorStone é o maior produtor de cascalho da Noruega. A empresa fornece agregados para concreto e asfalto, revestimento de pedra para regiões costeiras e outros produtos especiais. A cada ano, as instalações de produção da NorStone produzem mais de 6,6 milhões de toneladas de produtos de vários tipos e qualidades de cascalho. A demanda é grande, e mesmo com sua capacidade de produção anual atual de 2,3 milhões de toneladas de material, a planta de Tau dificilmente consegue atender à demanda. Portanto, é ainda mais importante garantir a alta disponibilidade da planta e minimizar o tempo de inatividade não planejado.

Desafio do Projeto

Vantagens conhecidas e confiabilidade aumentada com nossos redutores – Motorredutores não são realmente novos em poços de cascalho. Na década de 1980 eles eram comumente usado para a atuação direta. Porém, nos anos subsequentes, muitas fábricas  mudaram para acionamentos por correias porque as peças de reposição desses equipamentos estavam disponíveis com maior praticidade, enquanto os fabricantes de motorredutores não podiam fornecer um estoque igualmente flexível de peças de reposição. Por essa razão, os transportadores de correia na fábrica de cascalho em Tau também eram movidos por correias até recentemente. A vantagem pratica dessa solução era que a maioria das correias eram facilmente acessíveis e podiam ser trocadas com facilidade se necessário. No entanto, a confiabilidade operacional era inadequada e as avarias tiveram consequências negativas e efeitos colaterais considerados. Graças às melhorias na situação de fornecimento, a solução anterior, com seus benefícios técnicos comprovados, voltou a ser atrativa para muitos operadores das plantas. “Descobrimos que a manutenção e as peças de reposição dos motorredutores agora estão disponíveis para nós rapidamente. Nós mantemos algumas peças em estoque, e para o resto, temos total confiança na NORD DRIVESYSTEMS como fornecedor”, afirma Ivar Ullestad, Gerente de Manutenção da Tau, explicando a mudança. “Agora que podemos aproveitar todas as vantagens das soluções de acionamentos baseadas em motorredutores. Em particular, a atuação direta aumenta a confiabilidade, o que significa menos tempo de inatividade, portanto, menos perda de tempo na produção. Outro aspecto importante é que menos manutenções são requeridas. Além de reduzir os custos de manutenção, aumenta a segurança da planta”, acrescenta Ullestad.

Desafio da Aplicação

Um gasto mensurável menor do que com redutores de eixos maciços e correias – Em questões como essas, as condições de trabalho devem ser seriamente analisadas. “ Você precisa se lembrar que trabalhamos ao ar livre o ano todo. A maioria dos acionamentos dos transportadores de correia são montados ao ar livre e desprotegidos. Devido às condições climáticas no oeste da Noruega, com vento, chuva e granizo, bem como o ambiente empoeirado e bastante desagradável, tentamos minimizar os reparos e manutenções para nossa equipe de manutenção.” A fábrica de Tau funciona em turnos, sete dias por semana, 24h por dia. As 168 horas de produção incluem 16 horas de manutenção programada. A planta é fechada apenas para as férias de inverno. Essa oportunidade é usada para uma inspeção anual de duas a três semanas. Os novos motorredutores contribuíram para um aumento significativo na confiabilidade de aproximadamente 4,5% nos últimos três anos. “Nós estamos muito satisfeitos com essa tendência. Mudando os redutores com eixos e correias para os motorredutores da NORD DRIVESYSTEMS, em primeiro lugar, eliminamos o desgaste da correia, que costumava ser um fator considerável. Em segundo lugar, a água e a poeira não conseguem entrar no mecanismo de acionamento. São visíveis as vantagens dos motorredutores compactos e robustos. A decisão a favor da escolha foi testada e comprovada como certa”, conclui Per Thu, Gerente de Produção da fábrica da NorStone. A reforma não apenas aumentou a confiabilidade e economizou tempo e dinheiro reduzindo as atividades de manutenção, mas os custos de investimento para a compra de novos redutores foram menores que os gastos de manutenção do sistema antigo, que incluiria a substituição de conjuntos completos, constituídos por um redutor com eixo maciço, polias, correias, um galpão, uma tampa de correia e um motor. Como uma substituição periódica em série dos redutores com eixos maciços e correias já estava em andamento, uma mudança abrangente dos acionamentos para motorredutores com acionamento direto foi a decisão lógica para Ullestad. Ele está atualmente trabalhando para padronizar os componentes de acionamento. Enquanto trocamos gradualmente as unidades do transportador de correias, padronizamos características como tamanho do motor, do eixo e diâmetro do tambor para limitar a diversidade e assim, facilitar a manutenção, gerenciamento de estoque e manutenção. Também implantamos soluções em paralelo, que envolvem, entre outras coisas, manter componentes em nosso próprio estoque”, afirma o gerente de manutenção.

Motores Standard

Motores Assíncronos

  • Gama de potências: 0.16 HP - 75 HP
  • Aprovado e aceito mundialmente
  • Classe de Eficiência: IE1, IE2, IE3

Encontre mais informações aqui: